Sobre persianas

Tudo sobre persianas

Antanho as persianas eram usadas em cozinhas e casas de banho, no qual as cortinas não eram consideradas costumes, porém por causa de à amplo busca de interiores simples e elegantes passaram a ser utilizadas em todos os compartimentos. A diversidade de persianas prontas a utilizar é actualmente muito ampla e a escolha depende somente do fachada, ofício, dimensão, acerto e esforço.

Adequar e colocar persianas

Dimensão e aplicação As persianas prontas a utilizar encontram-se à distribuição numa grande diversidade de larguras e comprimentos e são capazes de ser colocadas nos vãos das janelas ou por fora, dependendo do estilo da mesma, do princípios de fixação e do fachada desejado.

Tente adaptar as persianas de tamanhos estandardizados usando uma persiana mais ampliação numa janela no qual uma acrescentamento não faça diferença, ou dependurar uma de dimensão mais acanhado num caixilho, com um espaço para cada um dos lados do inclusive. Se a janela for ampliação coloque a afirmação de usar diversas persianas estreitas, de forma a conquistar a largura correcta, amenizar o peso e torná-la mais agradável.

Em maior parte, as persianas são vendidas juntamente com os parafusos, suportes, cordas, travessas de madeiro e orientações para a aplicação das mesmas. As persianas e estores de enrolamento são presos a suportes que são capazes de ser aparafusados ao aro da janela, taipa, tecto ou cume do vão da janela. Ajustar São capazes de colocar-se à frente da janela ou num vão.

No momento em que é colocada à frente, a persiana precisa ser mais ampliação do que o aro da janela. Se a persiana tapar a parte inferior da janela, o comprimento não possui de ser exacto uma vez que pode ser acertado por meio de de uma ajoujo ou corrente. Adquira com a largura exacta de forma a ajustar-se ao vão, porém pode ser ajustada como antecedentemente. Aplicação Em maior parte, as persianas colocadas no exterior do aro de uma janela são fixas à taipa, porém similarmente são capazes de ser fixas ao tecto se o espaço for bastante burro.

No interior dos vãos, as persianas são capazes de ser fixas acima ou ao prolongado do cume do aro da janela. Similarmente são capazes de ser fixas no cume ou paredes laterais do vão.

Tipos de persianas

Persianas de abrigar

Presas a um enrolador de madeiro ou alumínio. Uma ripa de madeiro introduzida na bainha inferior da persiana dá-lhe peso e acerto.

Há à distribuição kits para realizar sua própria persiana. Estores venezianos Lamelas horizontais unidas entre si por meio de de um cordão ou atilho e suspensas de uma “caixa”. À distribuição prontas a utilizar e feitas à indicador. Controlam e filtram a luz, deixam analisar a ideia e fornecem intimidade. Estores verticais Convicções para janelas largas, espaçosas e rentes ao chão. As “lamelas” individuais estão presas a uma calha aparafusada ao tecto, ou taipa acima da janela e encontram-se unidas na parte inferior.

Mais materiais As persianas de bambu, cana, fibra e papel são leves e fornecem um princípios simples e acelerado de preservação da intimidade, filtrando a luz ou criando um local. Persiana romana As persianas romanas são versáteis e não é bastante complicado fazê-las. Abrange um fachada fresco e moderno no momento em que feitas em algodão branco alisado, amoroso em musselina macia e translúcida, ou abastado e luxuriante em chorão.

As persianas romanas são presas a uma travessa de madeiro fixada acima da janela. Marque o local no qual vai ser colocada a travessa acima da janela, antes de abscindir o fazenda. Se a persiana for colocada no vão de uma janela, as dimensões do inclusive ditarão a largura da travessa. Calcule o dimensão da persiana em seguida de acabada – o comprimento dependerá do parecer e do seu estilo único.

Se estiver a usar diversas cores, como no caso da cópia da passagem ao lado, cosa primeiro os pedaços de fazenda uns aos mais. A largura precisa montar com as bainhas laterais. O comprimento abarca o comprimento da persiana em seguida de acabada, mais: uma oportunidade para uma bainha em maneira de alforje na parte inferior, com o dimensão bastante para ser acrescentada uma ripa de madeiro; uma oportunidade para uma bainha no cume, na qual pode coser um bela de atilho auto-aderente; duas vezes a abismo das bolsas (em média são usadas quatro bolsas, o que significa que terá de acrescentar a abismo de oito bolsas).

Corte um bela de fazenda de forro, e cosa-o ao visão dobrando para dentro as exigências laterais, o cume e o fundo, porém deixando os cantos inferiores por coser. Divida o visão em secções, a partir da parte inferior, para que as ripas de madeiro sejam colocadas a intervalos regulares daí para cima, deixando um espaço ligeiramente mais acanhado entre a ripa do cume e a travessa de madeiro. Trace as linhas dessas posições com um bela de giz. Usando cada série como o centro da carquilha, faça uma costura ao prolongado de toda a largura da persiana para fazer uma alforje.

Estenda a persiana e cosa uma atilho auto-aderente no cume. Cosa argolas em cada um dos lados da persiana, no cume de cada alforje. Aparafuse pitões à base da ripa de madeiro, alinhados com as argolas da persiana, e um acessório para a passagem do cordão de aberta e aba. Ate uma auge do cordão a uma das argolas juntamente à base e passe-o para cima, por meio de das outras argolas e pitões, e de novo para baixo, para ser atado à outra argola da base, deixando cordão bastante no cume para a aberta e aba da persiana.

A persiana acabada ficará mais excelente se tapar a travessa de madeiro fixa à taipa com um fazenda a condizer, antes de a aparafusar. Agrafe um bela de atilho auto-aderente à parte da frente da travessa, para a comprometer-se à persiana

.

 

Site de persianas:

Leave a Reply

Your email address will not be published. Required fields are marked *